Pandemia desafiou setor de saúde com novas políticas, regulamentações e condições de mercado

A tradicional pesquisa da consultoria global ICTS Protiviti, que divulga a lista dos dez maiores riscos do ano com base na percepção geral de 1.081 executivos de diferentes setores do mundo todo, traz neste ano estudos setorizados, entre eles, o do mercado de saúde. Nomeado Top Risks Health, a pesquisa também foi inovada para uma visão de longo prazo e, nesta versão, considera o cenário para 2021 e 2030.

A pandemia trouxe desafios e forçou as instituições a reagirem rápido. Telessaúde, monitoramento remoto de pacientes e acesso a serviços virtuais, como o gerenciamento de doenças crônicas e a manutenção da saúde mental, chegaram para ficar. “Para atingir estas expectativas, é essencial promover a coordenação dos cuidados, incluindo fontes pagadoras, hospitais, laboratórios, médicos e fornecedores. Por isso, há um grande movimento no sentido da criação de plataformas de saúde, que considerem todos os elos de cuidado como a jornada completa do paciente”, explica Pedro Barra, gerente sênior de riscos e performance da ICTS Protiviti, empresa especializada em soluções para gestão de riscos, compliance, auditoria interna, investigação, proteção e privacidade de dados.

Continue lendo

0 comentários em “Pandemia desafiou setor de saúde com novas políticas, regulamentações e condições de mercado”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *