Primeira dose de Pfizer ou AstraZeneca reduz infecção em 65%, diz estudo

Pesquisa do Office for National Statistics (ONS) e da Universidade de Oxford, no Reino Unido, ainda não passou por revisão

A primeira dose da vacina da Pfizer/BioNTech ou da AstraZeneca/Oxford diminui drasticamente a probabilidade de infecção pelo novo coronavírus. Um estudo britânico concluiu, também, que a primeira aplicação dos imunizantes protege tanto pessoas mais velhas e mais vulneráveis quanto os mais jovens e saudáveis.

O trabalho do Office for National Statistics (ONS) e da Universidade de Oxford descobriu que há forte resposta imunitária em todas as faixas etárias depois da primeira dose de uma das vacinas. Segundo o estudo, divulgado em pré-publicação nesta sexta-feira, 23, as inoculações tanto com a vacina da Pfizer quanto com a da AstraZeneca foram tão eficazes em indivíduos com mais de 75 anos e em pessoas com problemas de saúde latentes, quanto em pessoas mais novas e mais saudáveis.

Leia na íntegra

0 comentários em “Primeira dose de Pfizer ou AstraZeneca reduz infecção em 65%, diz estudo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *