Os desafios e oportunidades de empreender na saúde em meio à pandemia

Empreender continua sendo um grande desafio, especialmente em uma área em que existe relação humana de ponta a ponta, mas é preciso resistir

O desemprego diante da pandemia do coronavírus atingiu cerca de 13,4 milhões de pessoas em 2020. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada no início do ano pelo IBGE, a taxa média de desocupação no ano foi de 13,5%, a maior desde 2012.

Apesar do cenário incerto e de projeções pouco esperançosas, milhões de brasileiros, impulsionados pela crise, passaram a apostar no empreendedorismo como uma alternativa de renda. Em 2020, o Portal do Empreendedor registrou cerca de 2,6 milhões de microempreendedores individuais (MEI). Em 2019, o número foi de aproximadamente 1,6 milhão.

Se por um lado, empreender foi a solução encontrada por milhares de pessoas para passar pela crise, para muitos empreendedores que já atuavam nesse modelo antes da pandemia, a chegada dela foi extremamente desafiadora para os negócios. Foi preciso, mais do que nunca, ter a cabeça no lugar, os pés bem firmes no chão e um olhar mais atento para a inovação.

Leia na íntegra

0 comentários em “Os desafios e oportunidades de empreender na saúde em meio à pandemia”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *