Setor de saúde busca acreditação para garantir segurança e qualidade no atendimento ao paciente

Associada NEAD, a S.O.S. Vida é a primeira empresa de Home Care do Norte/Nordeste a obter certificação da Joint Commission International (JCI), uma das mais rígidas acreditoras

As empresas do setor de saúde no Brasil enfrentam um cenário de alta complexidade diante de todos os desafios, desde adoção de novas tecnologias e inovação, desenvolvimento de pessoas e controle de custos, sempre buscando garantir um atendimento seguro e de qualidade.

Nesse sentido, o processo de Acreditação mostra-se um importante aliado no desenvolvimento de uma cultura de melhoria contínua.  Acreditação é o reconhecimento formal concedido por instituições independentes que avaliam os padrões de qualidade dos hospitais, clínicas e outras empresas da área, a partir de critérios internacionais.  Esse processo impulsiona melhorias estruturais em toda a empresa.

Apesar dos benefícios, o número de instituições acreditadas ainda é pequeno. Dos 6.820 hospitais em funcionamento no Brasil, apenas 5% possuem essa certificação, de acordo com a Confederação Nacional da Saúde.  No Home Care, apesar da grande evolução do setor nos últimos 10 anos, ainda há uma parcela inexpressiva de empresas acreditadas.

O esforço de padronização de protocolos no Home Care é maior, já que diferente dos hospitais, há mais dispersão física dos profissionais que atuam nos domicílios dos pacientes.

Atuando neste segmento, a S.O.S. Vida, pioneira em atenção domiciliar na Bahia, foi a primeira do Norte/Nordeste e segunda do Brasil a obter, em 2012, a Acreditação da JCI.

De acordo com Simara Espírito Santo, coordenadora da Qualidade da S.O.S. Vida, a empresa buscou a acreditação para aprimorar seus processos. “Para ser acreditada, a instituição precisa aprimorar seus processos, gerenciando os riscos e seguindo um padrão rígido de qualidade. Isso cria uma cultura de segurança que é essencial para manter as melhores práticas, com uma busca contínua por melhoria e mais segurança para o paciente “, explica.

De acordo com ela, as atualizações, treinamentos e auditorias internas são realizadas constantemente para garantir a manutenção da qualidade dos processos.  “A acreditação torna os padrões de qualidade mais robustos, permitindo interferir nos processos de forma mais precisa e eficaz, dimensionando os impactos das mudanças e revertendo em segurança para os pacientes“, complementa.

Além de beneficiar os pacientes, a acreditação agrega valor à cadeia de prestação de serviço, garantindo confiança e transparência para os processos. Esse reconhecimento impacta positivamente nos negócios, já que é uma exigência das operadoras de planos de saúde e da Associação Nacional dos Hospitais Privados (ANAHP).

A S.O.S. Vida obteve a Acreditação em 2012, sendo reacreditada em 2015 e 2018. No Brasil, além da S.O.S. Vida, apenas outras duas empresas desse segmento receberam o selo da JCI – considerada uma das mais rigorosas e respeitadas instituições certificadoras da área da saúde em todo o mundo. Recentemente, em 2019, a instituição também teve o Programa de Cuidados Paliativos certificado pela JCI.

Com mais de 30 anos de atuação, a S.O.S. Vida está presente em mais de 50 cidades na Bahia, Sergipe e no Distrito Federal.

0 comentários em “Setor de saúde busca acreditação para garantir segurança e qualidade no atendimento ao paciente”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *