Modelo de Remuneração – É fundamental que a mudança seja gradual

Entrevista para Anahp

Para Rodrigo Aguiar, diretor da ANS, o modelo atual, de remuneração por serviço, pode não ser o mais vantajoso. Ele defende mudanças graduais.

Por que a ANS lançou uma cartilha de modelos de remuneração de fornecedores pelas operadoras?

A proposta é induzir o mercado de planos de saúde a adotar modelos inovadores de remuneração, que vinculem o pagamento dos serviços prestados à qualidade do cuidado e ao valor agregado à saúde dos beneficiários. O modelo fee for service (remuneração por serviço) pode levar à competição por clientes e à realização de procedimentos nem sempre necessários, sem avaliação dos resultados em saúde.

Leia na íntegra

DICA – Assista a 1ª edição do NEAD Connection, que foi sobre esse tema e contou com palestras de dois grandes especialistas: Fabricio Campolina e César Abicalaffe, clique aqui

0 comentários em “Modelo de Remuneração – É fundamental que a mudança seja gradual”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *