Teste rápido desenvolvido na Unicamp aponta falsificações ou alterações em medicamentos

Pesquisadores analisaram seis remédios para disfunção erétil e três deles apontaram adulterantes.

Pesquisadores da Unicamp, em Campinas (SP), criaram um teste rápido capaz de verificar se o medicamento é falsificado ou tem adulteração. Com o auxílio de um espectrômetro de massa, é possível descobrir em 30 segundos a composição do comprimido, e se ele possui aquilo que está descrito na bula.

Testes realizados pelo laboratório Inovare com remédios indicados para a disfunção erétil mostraram que três dos seis comprimidos analisados tinham componentes adulterantes que, segundo os pesquisadores, os efeitos no corpo humano não são conhecidos.

Leia na íntegra

0 comentários em “Teste rápido desenvolvido na Unicamp aponta falsificações ou alterações em medicamentos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *