Núcleo Nacional das Empresas de Serviços de Atenção Domiciliar

Nota de Esclarecimento

São Paulo, 16 de julho de 2015.



Atenção Domiciliar e Fisioterapia

Atenção Domiciliar é o termo genérico que envolve ações de promoção à saúde, prevenção, tratamento de doenças e reabilitação desenvolvidas em domicílio. Compreende as ações de Internação Domiciliar (conjunto de atividades prestadas no domicílio, caracterizadas pela atenção em tempo integral ao paciente com quadro clínico mais complexo e com necessidade de tecnologia especializada) e Assistência Domiciliar (conjunto de atividades de caráter ambulatorial, programadas e continuadas desenvolvidas em domicílio). 

Alguns veículos especializados têm divulgado uma possível paralisação de serviços por parte dos profissionais de fisioterapia que atendem na Atenção Domiciliar. O NEAD (Núcleo Nacional das Empresas de Atenção Domiciliar) vem reiterar seu apoio à causa da valorização de todos os profissionais envolvidos na Atenção Domiciliar – médicos, profissionais de enfermagem, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas etc. –, uma vez que entende que eles são um elo fundamental na cadeia de cuidados ao paciente.

O relacionamento entre as empresas de Atenção Domiciliar e as equipes de profissionais de saúde é baseado na boa-fé e na confiança. A descontinuidade do atendimento domiciliar fere o compromisso ético-profissional. É imperativo manter o compromisso ético-profissional de garantir a assistência ao paciente que dela necessita, ou seja, garantir que o paciente que não pode prescindir do atendimento, seja uma visita médica, uma visita de enfermagem, um curativo, uma sessão de fisioterapia ou de outro especialista, não sofra prejuízos a sua saúde, em função de alguma eventual descontinuidade do serviço.

Importante ressaltar que a pressão de margens que assola o setor não incide apenas sobre os honorários profissionais, nem somente sobre a Atenção Domiciliar. É um problema grave e crônico, que deve ser encarado por todos os interessados (empresas, profissionais, operadoras e consumidores), com a seriedade e a urgência necessárias.

A Atenção Domiciliar à Saúde é uma tendência mundial que, no Brasil, alcança números impressionantes. Segundo o Censo NEAD 2013/2014, o mercado utiliza aproximadamente 230 mil profissionais, que respondem por cerca de 1 milhão de atendimentos todos os anos. Trata-se de um mercado muito promissor, cujo faturamento anual já monta à casa dos R$ 10 bilhões.

Dessa forma, é imprescindível demonstrar à Sociedade a real importância da Atenção Domiciliar e seu grande potencial para influenciar a sustentabilidade dos sistemas de saúde do país, garantindo uma melhor gestão de leitos e o acesso aos cuidados para pacientes de diferentes níveis de complexidade.

Mais uma vez, o NEAD ratifica seus objetivos de fortalecer e modernizar esse setor tão complexo, contribuindo para aprimorar e prover as bases para que a Atenção Domiciliar à Saúde atue de forma organizada, sustentável, qualificada e segura no Brasil. A Atenção Domiciliar é uma importante ferramenta para Gestão Estratégica tanto da Saúde Suplementar quanto do Sistema Único de Saúde (SUS).

Diretoria do NEAD

Eleita Diretoria do NEAD para o biênio 2015-2017

Cumprindo o que prevê o Artigo 30º, parágrafo único, de seu Estatuto, o Núcleo Nacional das Empresas de Serviços de Atenção Domiciliar realizou eleições no último dia 3 de junho, conforme Edital de Convocação divulgado neste site, assim como na sede social da entidade.

Os membros eleitos para o próximo biênio são:



Diretoria

PresidenteLuís Cláudio Rodrigues Marrochi (Saúde Care)

Vice-PresidenteLeonardo Ferreira Zimmerman (Integral Saúde)

Diretor SecretárioSergio Candio (Pro Care Serviços de Saúde)

Diretor TesoureiroAri Bolonhezi (Home Doctor)

Conselho Fiscal

ConselheiroKelvin Kaiser (Grupo Cene)

SuplentesOtavio Alberto Canto Alvares Correa (Santa Celina) e
Lucio Couto de Oliveira Junior (Mederi)

O período que recebemos para a gestão do NEAD, 2015 a 2017, enceta a necessidade de mudança de cultura das empresas contratadas e contratantes. A união, transparência e singularidade de cada SAD deve mobilizar esta atitude. A inclusão de segurança e qualidade em nossos atendimentos deverá ser a nossa prioridade. O centro de todo nosso atendimento deverá ser o paciente. Neste sentido, convocamos todos os associados e também os que ainda não se associaram para uma inspiração profunda, onde recrutaremos forças para consolidar o setor como sustentável e valoroso para a Assistência à Saúde da população”, disse o presidente reeleito. Dr. Luís Cláudio Marrochi.


NEAD tem nova categoria de Associados

Primeiros meses de atuação do NEAD Nordeste