Alzheimer: exame de sangue pode detectar a doença vinte anos antes

Novo estudo indica que o método apresenta 94% de precisão no diagnóstico precoce e considera os três principais fatores de risco

Cientistas americanos desenvolveram um exame de sangue que pode detectar o Alzheimer até vinte anos antes de a doença manifestar sintomas graves, como a perda de memória. Segundo os pesquisadores, a precisão dos resultados do teste na identificação de alterações cerebrais chega a 94%. A novidade — que ainda deve levar alguns anos para ser disponibilizada no mercado — pode significar avaliações mais rápidas e baratas para prever o risco de desenvolver a demência.

Atualmente, os únicos métodos de verificação da doença são o PET-Scan, um tipo de tomografia computadorizada extremamente cara (entre 3.500 e 4.000 reais), e a coleta de líquido cefalorraquidiano, que é um procedimento invasivo, uma vez que retira fluido da medula espinhal. Por causa disso, muitas pessoas deixam de fazer os testes de detecção precoce do Alzheimer. O novo exame, no entanto, poderia mudar essa realidade.

Leia na íntegra

Compartilhe:Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

0 comentários em “Alzheimer: exame de sangue pode detectar a doença vinte anos antes”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *